007 – Sem Tempo para Morrer tem um histórico de produção complicado, mas estava previsto para estrear em abril deste ano quando a pandemia global do novo coronavírus motivou a MGM Studios a adiar o lançamento para novembro próximo. Contudo, o longa pode ser adiado de novo, já que a crise da Covid-19 se alastra e se torna cada vez mais grave em países como os Estados Unidos. E o Brasil.

Segundo o Mail Online, embora a Sony Pictures – proprietária da MGM, que por sua vez, é a licenciada pela EON Productions que realiza os filmes de James Bond – ainda tenha esperanças de manter a nova data de novembro, o estúdio já se planeja para a possibilidade de deixar a estreia para 2021.

A mudança de abril para novembro foi, até certo ponto, confortável, porque historicamente os filmes de 007 têm estreado na temporada de fim de ano (novembro-dezembro) ao contrário dos blockbusters hollywodianos (lembrando que Bond é um produto britânico e não estadunidense), que priorizam o verão do hemisfério norte (maio-junho-julho). O lançamento do filme seria em abril por causa de uma sucessiva onda de adiamentos causados por problemas na produção, como a mudança de diretor e de história e até um acidente nas filmagens, que resultou no astro Daniel Craig quebrar o tornozelo e se submeter a uma cirurgia em plena produção.

Toda Hollywood está tentando reagir da melhor maneira ao longo adiamento dos filmes. Alguns são mais otimistas (iludidos?) – como a Warner que ainda mantém a esperança de lançar Mulher-Maravilha 1984 em agosto – enquanto outros decidiram se antecipar (previdentes?) e já mudaram seus calendários para mais tarde – exemplar o caso da Disney, cujos filmes da Marvel já foram todos adiados num intervalo de quatro anos por causa do efeito cascata causado pelo adiamento de Viúva Negra, que deveria ter estreado hoje e ficou para novembro.

A mesma Sony de 007 já adiou o filme de Venom (Venom – Tempo de Carnificina) de outubro para o ano que vem e pode fazer o mesmo com Bond.

Tudo é uma questão de saber por quanto tempo teremos a epidemia forçando o mundo ao isolamento social.

Por isso, fiquem em casa, cuidem dos seus e se protejam. Vamos esperar que isso acabe o mais rápido possível e que as estreias que você aguarda possam chegar de novo aos cinemas.