Ocorreu ontem o leilão do histórico violão usado por Kurt Cobain, do Nirvana, no Unplugged in New York, o Acústico da MTV da banda, realizado em 1993 e um marco do rock. O instrumento bateu o recorde de guitarra mais cara já vendida na história, atingindo US$ 6 milhões! As informações são do Stereogum.

Kurt Cobain: documentário nos cinemas brasileiros.

É uma guitarra de primeira linha, um Martin D-18E de 1959, adaptado para canhotos. A Martin é a fabricante de alguns dos melhores violões do mundo. A expectativa era de que o violão atingisse o valor de 1 ou 2 milhões, mas triplicou o preço. O instrumento veio acompanhado da case original, com adesivos e desenhos personalizados do próprio Cobain.

Antes do Martin de Cobain, a guitarra mais cara vendida em um leilão tinha sido a Black Fender Stratocaster de David Gilmour, do Pink Floyd, que entrou em audição no ano passado e foi comprada por US$ 3,95 milhões.

Kurt Cobain: disco solo.

Vários itens de Cobain estão indo a leilão nos últimos tempos. No ano passado, o casaco cardigan que o músico usa ao lado do violão no Unplugged foi vendido por 334 mil dólares; assim como a guitarra Fender Mustang azul que o músico usou na turnê do álbum In Utero, ocorrido na passagem de 1993 para 1994 – e da qual o Unplugged fez parte – e que seria a última do Nirvana, pois Cobain se suicidou em abril de 1994. O instrumento atingiu o preço de 340 mil dólares.

O violão Martin de Cobain era objeto de uma disputa judicial entre Francis Bean Cobain (a filha do músico) e o ex-marido dela Isaiah Silva. Com o divórcio, Silva ficou com o instrumento, alegando que lhe foi dado como presente de casamento. A justiça deu ganho de caso à filha de Cobain, mas o rapaz, até onde se saiba, não tinha devolvido o violão.

Não se sabe quem foi o vendedor do Martin no leilão, se Cobain ou Silva, pois o vendedor foi mantido anônimo pela casa de leilões. O comprador também foi anônimo.

O Nirvana se formou nos arredores de Seattle, no estado de Washington, em 1985, fundado por Kurt Cobain (vocais e guitarra) e Krist Novoselic (baixo), e começou a chamar a atenção na cena underground da região até serem contratados pela gravadora SubPop, que lançou seu primeiro álbum, Bleach (1989). Com a entrada de Dave Grohl (bateria), em 1990, as grandes composições de Cobain e a performance explosiva do grupo, conseguiram contrato com a grande gravadora Geffen e lançaram Nevermind (1991), que se tornou um dos maiores sucessos da década e colocou o Nirvana definitivamente na história do rock, como o grande capitaneador do Movimento Grunge, que revelou as bandas punks-hardcore da região de Seattle, como Pearl Jam e Soundgarden.

Mas a pressão da fama e o vício em drogas deixou a saúde (mental e física) de Cobain em frangalhos, e após o lançamento de In Utero (1993), do histórico show Unplugged, a última turnê terminou cancelada em março de 1994, quando o guitarrista sofreu uma overdose antes de um show em Roma. De volta para casa, foi internado a força em uma clínica de reabilitação, mas fugiu e desapareceu. Foi encontrado morto em sua própria casa, onde estava escondido há dias, em 08 de abril de 1994. Cobain disparou uma espingarda na cabeça e deixou um bilhete de despedida.