Morreu ontem o produtor musical Martin Birch, um dos mais importantes para o rock pesado. Birch ajudou a moldar o hard rock e o heavy metal ao ser produtor de álbuns de Iron Maiden, Black Sabbath, Deep Purple, Whitesnake, Rainbow, Blue Oster Cult, Fleetwood Mac e vários outros.

A notícia da morte foi confirmada por David Coverdale, vocalista do Whitesnake, que postou a informação em sua conta oficial do Twitter. A causa da morte ainda não foi revelada.

Martin Birch nasceu em 27 de dezembro de 1948, em Woking, Surrey, na Inglaterra e começou a carreira musical aos 20 anos de idade trabalhando como engenheiro de som, em 1969, e já trabalhando com grandes nomes como The Jeff Beck Group (álbum Beckola), o Fleetwood Mac de Peter Green (Them Play On) e Deep Purple (Concerto For Group and Orchestra).

O Fleetwood Mac com Peter Green ao centro.

Nos anos seguintes, desenvolveu suas habilidades trabalhando como engenheiro nos discos Klin House e Bare Trees (Fleetwood Mac), In Rock, Fireball, Machine Head, Made in Japan, Who Do We Think We Are, Burn (Deep Purple), entre 1970 e 1974; antes de migrar para a produção dos discos, como Penguim e Mystery to Me (Fleetwood Mac), Stormbriger, Come Taste the Band (Deep Purple), Rainbow, Rising, Long Live Rock’n’Roll (Rainbow), Snakebite, Trouble, Lovehunter (Whitesnake), entre 1973 e 1979.

A formação clássica do Deep Purple, nos anos 1970.

Birch tinha o hábito de trabalhar longamente com os artistas, o que definia como uma estratégia de conhecer melhor os músicos e, com isso, conseguir extrair o melhor trabalho deles. Isso fez com que, por exemplo, por meio do trabalho com o Deep Purple, tenha realizado os discos solo do tecladista Jon Lord; acompanhado a saída do vocalista Ian Gillan para seu substituto, David Coverdale; e quando o guitarrista Richie Blackmore saiu do grupo, também ter produzido sua nova banda, o Rainbow, que trazia o vocalista, Ronnie James Dio. Quando o Purple encerrou as atividades, em 1976, Birch também produziu a nova banda de Coverdale, o Whitesnake em seus nove primeiros álbuns, até 1986.

Birch também acompanhou o cantor Dio quando este saiu do Rainbow e substituiu Ozzy Osbourne no Black Sabbath, produzindo os álbuns Heaven and Hells e Mob Rules, de 1980 e 1981.

Birch também realizou um trabalho notável ao assumir a produção do álbum Killers, do Iron Maiden, em 1981. Por isso, estava presente quando o grupo mudou o vocalista Paul Di’Anno pelo novo Bruce Dickson, e com ele, produziu o disco que foi a virada da carreira da banda e do próprio heavy metal, com The Number of the Beast, de 1982. Birch acompanhou o Maiden pelos 8 álbuns seguintes, até Fears of the Dark, de 1992, após ao qual se aposentou da música.

IRON MAIDEN ft Lauderdale 2010

Birch tinha 71 anos.