ww 1984 steve trevorApós terem vazado imagens do ator Chris Pine nos sets de filmagem de Wonder-Woman 1984 – título até agora oficial da sequência de Mulher-Maravilha – a Warner Bros. decidiu oficializar logo a informação: Steve Trevor está de volta! Claro, o fato do personagem ter morrido no primeiro filme deve ser abordado de algum modo.

A sinopse oficial lançada pelo estúdio também cita a vilã Cheetah, a Mulher-Leopardo, que já havia sido confirmada antes (veja aqui):

Corra até os anos 1980 para a próxima aventura na tela grande da Mulher-Maravilha, encontrando-a encarando uma inimiga totalmente nova: Cheetah. As filmagens principais estão ocorrendo nas mãos da Warner Bros. Pictures seguindo o sucesso quebrador de recordes do verão passado [no hemisfério norte] que atingiu US$ 822 milhões na bilheteria mundial. Mulher-Maravilha 1984 também será comandado pela aclamada diretora Patty Jenkins e a estrela Gal Gadot no papel título.

Como previamente anunciado, o filme também conta com Kristen Wiig no papel da super-vilã Cheetah, como também como Pedro Pascal. E Chris Pine retorna como Steve Trevor.

wonder_woman_steve_trevor 1940s
Steve Trevor e Diana nos quadrinhos dos anos 1940.

A volta de Steve Trevor não é exatamente uma surpresa, afinal, ele é um personagem que meio que não pode ser dissociado da Mulher-Maravilha, tal qual a relação Lois Lane/ Superman, diferente de outros personagens que não têm um(a) parceiro(a) tão fixo, como o Batman, por exemplo.

wonder woman steve trevor shot death ww 179
Steve Trevor é baleado para a morte, em Wonder-Woman 179. Arte de Mike Sekowski.

Steve Trevor voltar dos mortos também encontra inúmeros antecedentes nos quadrinhos. No caso mais conhecido, o personagem foi morto numa aventura da princesa amazona em 1968 (Wonder-Woman 179, com roteiro de Dennis O’Neil e desenhos de Mike Sekowski) após acompanhar a heroína em praticamente todas as suas aventuras desde 1941. Mas ele retornou à vida em 1976 (Wonder-Woman 223, com Martin Pasko nos textos e o argentino José Delbo na arte), numa história em que é explicado que a deusa do amor, Afrodite, deu o “sopro da vida” ao militar como uma forma de recompensar a Mulher-Maravilha por seus feitos heroicos.

wonder woman steve trevor return WW 223 p31
Steve Trevor de volta aos vivos nas mãos de Afrodite e Hipólita, em Wonder-Woman 223. Arte de José Delbo.

O imbróglio seria ainda maior: como tinha morrido, Trevor adota uma nova identidade, Steve Howard, mas algum tempo depois, um grupo maligno de militares descobre a farsa e ele morre de novo (!) em Wonder-Woman 248, de 1978, com textos de Jack C. Harris e Jose Delbo na arte. Diana sofre um processo de luto e o sofrimento é tanto que a mãe da heroína, Hipólita, pede a Afrodite que apague as lembranças que Diana tinha de Trevor.

wonder-woman steve trevor second death
E morre de novo em Wonder-Woman 248. Novamente, José Delbo.

Então, num momento muito típico dos quadrinhos (no mal sentido), um avião cai de novo na Ilha Paraíso e dentro dele está Steve Trevor, reprisando os mesmos eventos da origem da Mulher-Maravilha. Afrodite descobre que esse Steve Trevor vem de uma outra dimensão, então, apaga a lembrança que o mundo inteiro tem dele, e Diana e Steve voltam ao Mundo do Patriarcado como se nada houvesse acontecido, em Wonder-Woman 271 e 272, de 1980, por Gerry Conway e José Delbo.

wonder woman steve trevor eros ww 322
Diana descobre que Eros é Steve Trevor, em Wonder-Woman 322. Arte de Don Heck.

E não acabou por aí. Entre Wonder-Woman 319 e 325, de 1985, por  Dan Mishkin e Don Heck, a Mulher-Maravilha descobre que Eros, o deus do amor, é o verdadeiro Steve Trevor, pois aquele tinha absorvido as memórias do militar quando ele morreu da última vez. Eros quer ficar com Diana, pois o Steve Trevor que estava ao lado dela era a tal cópia de outra dimensão. A confusão é resolvida quando Afrodite unifica os dois Trevors em um só.

wonder-woman-gal-gadot and chris pine steve trevorComo se vê, o filme tem muito material para se embasar ao ressuscitar Steve Trevor, e não só isso, ainda levá-lo ao “futuro” transportando-o de 1918 para 1984.

Para saber mais, veja o Dossiê Especial da Mulher-Maravilha feito pelo HQRock.