Há alguns dias atrás, o HQRock noticiou que os ex-membros da Legião Urbana, a mais importante banda de rock do Brasil, Dado Villa-Lobos e Marcelo Bonfá, teriam que pagar royalties à empresa Legião Urbana Produções Artísticas, de propriedade de Giuliano Manfredini, o filho do líder do grupo, Renato Russo, falecido em 1996. Agora, outro capítulo da disputa vem à público: a colunista Adriana de Barros, do UOL, divulgou que o herdeiro tem planos para uma série de lançamentos em DVD (vídeo doméstico) de shows do grupo, enquanto não permite o lançamento de material inédito da Legião Urbana.

Em conversa com o site, Giuliano Manfredini listou um conjunto de shows da banda que foram gravados e filmados e poderiam chegar ao mercado de vídeo:

  • Metropolitan – Rio de Janeiro (1994)
  • Parque Antártica – São Paulo (1990)
  • Parque do Ibirapuera – São Paulo (1994)
  • Jockey Club Arena – Rio de Janeiro (1990)
  • Parque das Mangabeiras – Belo Horizonte (1991)
  • Vitória – (1992)
  • Recife (1992)
  • Sorocaba (1992)
  • Taubaté (1990)
  • Morro da Urca
  • Porto Alegre

Dado Villa-Lobos, o guitarrista da Legião, por sua vez rebate que o show no Metropolitan, em 1994 já foi lançado como CD em Como é que se diz eu te amo, álbum duplo lançado em 2001; e o do Parque Antártica também já virou o CD As Quatro Estações Ao Vivo. Sem contar que material de ambos os discos já havia sido lançado em Música para Acampamentos, outro ao vivo de 1992. 

A divergência entre Vila-Lobos e Manfredini parece ser quanto ao vídeo. O guitarrista diz que o melhor do material ao vivo da Legião já foi lançado, mas o herdeiro tem razão quanto ao fato de que em termos de vídeo, apenas o Acústico MTV (gravado em 1991 e lançado em 1999) contém um registro oficial em vídeo. Sem dúvidas seria muito bom poder ver em alta qualidade o show do Metropolitan, que mostra a banda mais madura e com um repertório que cobre quase toda a sua carreira – o concerto foi em 1994, e deixou de fora apenas o álbum A Tempestade de 1996, último gravado antes da morte de Renato Russo dar fim ao grupo. 

Por outro lado, o herdeiro se mostra insatisfeito com a relutância de Villa-Lobos em “abrir o baú” da Legião; o que é curioso, pois o guitarrista diz ao site que tinha a intenção de fazer um lançamento especial do álbum Dois, de 1986, que teria muito material inédito arquivado, algo que fizeram com o disco de estreia do grupo, Legião Urbana, de 1985. Mas Villa-Lobos diz que a gravadora Universal não deixou. 

Será que Giuliano Manfredini só permite o lançamento do álbum de inéditas quando for permitido lançar os vídeos?

Infelizmente, ainda veremos essa disputa se prolongar por um tempo.