Informes sobre a insatisfação do ator Jared Leto, que viveu o Coringa em Esquadrão Suicida, sobre o filme solo do vilão já vinham correndo. Mas uma matéria do The Hollywood Reporter traz mais detalhes: o ator teria tentado impedir a realização do longa ao mesmo tempo em que se sentiu enganado pela Warner Bros. E há mais, inclusive, que o estúdio ficou infeliz com o comportamento de Leto durante as filmagens daquele filme.

Segundo o THR, Jared Leto mobilizou seus representantes e outros nomes influentes dentro da indústria de cinema para que impedissem a produção de Coringa, dirigido por Todd Phillips e estrelado por Joaquin Phoenix.

Coisa foi séria ao ponto de Leto enviar “recados” tanto a Jeff Bewkes, CEO da Time Warner; quanto a Randall Stephenson, CEO da AT&T, empresas-mãe da Warner Bros. Pictures, para que o projeto do filme do Coringa de Phillips não fosse feito.

Insatisfeito com a “falta de empenho” de seus representantes na CCA, Leto terminou rompendo com a empresa que lhe representa em Hollywood, e agora é agenciado pela WME.

Além disso, o site informa que a Warner ficou muito desgostosa do desempenho de Jared Leto como Coringa em Esquadrão Suicida, tanto à frente quanto atrás das câmeras. Ainda antes do lançamento do filme, em 2016, já corriam os rumores de que Leto “incorporou o personagem” nas filmagens e se comportava de modo estranho, inclusive, presenteou Margot Robbie (que fazia a Arlequina, sua par romântica) com um rato vivo em uma caixa. O ator Will Smith (que fez o Pistoleiro) também disse numa entrevista que conviveu seis meses com o Coringa e, portanto, não conheceu Jared Leto de fato.

A Warner ficou muito preocupada com esse comportamento e não gostou nem um pingo do visual que Leto criou para o Coringa, com um cabelo verde brilhante, dentes podres e muitas tatuagens. O THR diz que o diretor David Ayer também não aprovou esse visual, mas perdeu a queda de braço com o ator que ganhou o Oscar por Clube de Compras Dallas.

O THR dá a entender que a redução do papel do Coringa no filme – que no fim tem menos de 10 minutos de tempo de tela – de deu como um tipo de represália à confusão armada pelo ator. De qualquer modo, na forma como foi lançado, Esquadrão Suicida é um filme sobre o Pistoleiro e a Arlequina, e o Coringa serve muito mais como um tipo de escada para a vilã, como o HQRock apontou na resenha do filme na época do lançamento.

Na verdade, fruto de rearranjos de pós-produção, a função do Coringa na trama ficou indefinida e é notório que o vilão tinha um outro papel no início do projeto, tendo em vista a grande quantidade de cenas do palhaço do crime que chegaram a ser divulgadas nos trailers e não chegaram à edição final.

Após a má recepção de Esquadrão Suicida, a Warner se manteve confiante na Arlequina de Margot Robbie, mas não no Coringa de Leto. E o THR dá a entender que quando o estúdio anunciou que estava desenvolvendo um filme chamado The Joker vs Harley Quinn e outro solo do Coringa (de Leto) estava apenas querendo colocar o ator de molho. Tanto que o primeiro virou Aves de Rapina – Arlequina e sua Emancipação Fantabulosa, enquanto o segundo nunca se materializou, mas deu origem ao filme solo do vilão com outro ator.

O site ainda acrescenta que a Warner também não queria a versão sombria e pesada do Coringa de Phillips e Phoenix e tinha esperança de que o baixo orçamento de 55 milhões de dólares seria um desestímulo para sua realização.

Claro que com todo esse bafafá a carreira de Leto como Coringa está morta e enterrada definitivamente.

Um dublê foi visto com o figurino do vilão nas filmagens de Aves de Rapina, que deve mostrar uma rápida cena de rompimento entre os vilões, mas sem que o Coringa apareça de verdade. Se o vilão voltar a aparecer – ninguém tem muita clareza se ainda existe um Universo DC dos cinemas (já que estamos presumindo que Aves de Rapina e o novo Esquadrão Suicida se passam dentro do mesmo universo que dá prosseguimento à história dos personagens).

É mais provável que uma outra versão do Coringa seja apresentada daqui há alguns anos em um dos filmes futuros do Batman de Matt Reeves, estrelado por Robert Pattinson.

Enquanto isso, podemos apreciar a performance de Joaquin Phoenix em Coringa. Aproveite para ler a Resenha do HQRock sobre o filme.

E saiba tudo sobre o Coringa nos quadrinhos neste post especial do HQRock.