Nos dias de hoje, é cada vez mais comum o vazamento de tramas de filmes na internet. Enquanto alguns conseguem guardar segredo de modo incrível – como Vingadores – Ultimato – outros estão na mira de vazadores profissionais que revelam ao público praticamente tudo o que querem e o que não querem saber, casos de Coringa e até de Star Wars – A Ascensão Skywalker. Agora, é a vez de Mulher-Maravilha 1984, que teve sua trama inteiramente vazada na rede.

É verdade que não raras vezes esses “vazamentos” são mera fan-fiction e claramente desmentidos no lançamento do filme em questão – exemplos não faltam. Porém, o que pesa no caso de Mulher-Maravilha 1984, segundo o Comic Book Movie (que divulgou o post original de um usuário do Twitter chamado ViewerAnon), é que o vazamento se deu ainda antes do lançamento do trailer do longa na CCXP de São Paulo este fim de semana – você viu? – e que a descrição da trama está condizente com o que vimos no vídeo de apresentação.

Optamos por fazer um arrazoado da descrição da trama, mas sempre com um pé atrás, caso não seja verdade. Vamos saber no futuro, quando o filme for lançado ou mesmo na medida em que os novos trailers forem lançados. Por enquanto, fica o exercício.

Ah, e não custa dizer: a partir daqui, há a possibilidade de entregar GRANDES SPOILERS, incluindo todo o desenvolvimento da trama e o final do filme. Portanto, só siga adiante se não se incomodar em saber os segredos antes do tempo. Você foi avisado!

Vamos à trama segundo o site:

  • O filme começa com uma cena da infância de Diana em Themyscira, para dar um ar de “lição de moral” ao que se seguirá. Na cena, a pequena Diana está em meio a um exercício ou jogo com outras Amazonas saltando obstáculos em pilares de pedras (uma cena que apareceu no trailer), mas a pequena opta por nadar e encurtar o caminho, no que é repreendida por Antiope.
  • Depois, avançamos para 1984, e vemos a Mulher-Maravilha impedindo um assalto em um shopping center (outra cena do trailer), inclusive, usando sua tiara como um bumerangue para destruir uma câmera de circuito interno e guardar o segredo de sua existência.
  • A arqueóloga Barbara Minerva é apresentada em seguida, como uma “perdedora” no sentido americano, enquanto é contactada pela polícia para investigar o roubo de algum tipo de artefato antigo. O caminho dela se cruza com Diana, mas não é dito na descrição exatamente como. Ela está estudando uma misteriosa rocha que parece ter o poder de atender os desejos de quem a toca. Diana toca a pedra e diz que sabe exatamente o que desejaria.
  • A heroína volta para o seu apartamento – e nos é mostrado por meio de fotos algumas coisas que ela fez desde 1918, como ter sido madrinha de casamento de Charlie e ela ao lado de uma idosa Etta Candy em um navio – e percebe que o relógio de Steve Trevor que ela guarda, de repente, voltou a funcionar!
  • Há outras cenas de Diana com Barbara e esta deseja ser bonita e sexy como Diana, resultando em sua transformação em uma mulher mais deslumbrante.
  • Entra em cena Maxwell Lord: Barbara e Minerva o conhecem no Smithsomian Institute e é mostrado que ele está quebrado, lidando com alguém chamado Stagg que teve problemas com os poços de petróleo que controlava, que Lord quer que o filho Allaister de 8 anos se orgulhe dele, e mais algumas coisa. Lord promove uma festa e convida as duas garotas. Ele sabe sobre a tal rocha dos desejos e seduz Barbara, roubando a pedra após beijá-la.
  • Diana por sua vez é interpelada por um desconhecido que diz que sabe quem ela é. Após uma conversa, na qual várias frases do primeiro filme são repetidas, o homem prova que é Steve Trevor, mas usando um outro corpo. O filme usa um recurso cinematográfico para que, depois que Diana percebe a verdade, tanto ela quanto o expectador, deixam de ver o outro ator e passam a ver Chris Pine em seu lugar, como Trevor. O desejo dela foi atendido. Steve lembra o que aconteceu na Guerra (sua morte), mas que acordou em 1984 recentemente e não sabe o que mais aconteceu.
  • De posse da pedra, Maxwell Lord deseja ter o poder da rocha para si e se torna capaz de realizar os desejos dos outros e os seus. Stagg é atendido em seu desejo de ver seus poços de petróleo produzirem abundantemente, mas o filme começa a mostrar que há um preço pelo desejo: Stagg é preso por não pagar impostos. A secretária de Lord deseja ajuda e centenas de pessoas aparecem em busca de emprego no escritório…
  • Enquanto uma transformação começa a acontecer com Barbara e ela começa a perder o controle e atacar pessoas; Diana e Steve vão atrás de impedir Lord, mas o vilão viajou ao Egito para negociar com um líder político-militar. O casal reunido vai a uma base militar e rouba um avião, mas a defasagem tecnológica de Steve faz com que eles sejam perseguidos e prestes a ser capturados. Então, é revelado que Diana é capaz de tornar as coisas invisíveis (é sério isso?) e – tcharran! – temos o Avião Invisível!
  • No Cairo, Lord entra em choque com o tal líder militar e as coisas esquentam, dando um clima de Guerra Fria ao longa, e a necessidade da Mulher-Maravilha lutar contra essas forças militares. Mas Diana começa a perceber que está perdendo os seus poderes… esse é o preço do seu pedido. Por isso, ela não consegue impedir Lord, que foge e vai atrás do Presidente dos EUA em Washington.
  • Para não abrir mão de seu pedido (que é Steve vivo de novo), Diana volta ao seu apartamento e usa a Armadura Dourada que lhe protegerá o suficiente para lutar contra Lord, que está na Casa Branca prometendo ajuda ao presidente contra os russos. Diana e Steve vão até lá e enfrentam a segurança, mas quando chegam em Lord, Barbara aparece com superforça e derrota a Mulher-Maravilha de modo brutal, com os vilões escapando no helicóptero do presidente.
  • O plano de Lord se desenha: usar um sistema de transmissão televisiva para atender aos desejos do mundo, o que faria com que suas energias fossem renovadas. Barbara deseja ser uma apex predator, ou seja, a predadora maior de uma cadeia alimentar e sua transformação na Mulher-Leopardo começa.

A ação de Lord aumenta imensamente seu poder ao mesmo tempo em que esquenta a Guerra Fria ao ponto da guerra entre União Soviética e EUA é inevitável, então, Steve diz que Diana precisa abrir mão de seu pedido e retomar seus poderes para impedi-lo. Após uma despedida emocionada, Steve desaparece e Diana tem seus poderes de volta, retomando sua armadura e partindo contra Lord e a Mulher-Leopardo.

Segundo a descrição, a Mulher-Leopardo do filme é uma versão muito fiel dos quadrinhos, com uma pelugem quase dourada, presas e garras, provavelmente mais ao estilo atual da vilã (e não como uma fantasia no passado). Vale lembrar que a versão felina da vilã não aparece no trailer. A luta entre as duas é forte e a armadura de Diana é destruída, mas a heroína vence, com Barbara quase morrendo após ser eletrocutada, mas sobrevivendo.

Lord é praticamente um deus agora, e Diana tem dificuldades em vencê-lo, porém, ela usa seu Laço da Verdade para fazer o mundo deixar de desejar e Lord percebe o quanto longe foi e como está sendo uma má influência para seu filho (é sério isso?) e desiste da luta.

No final, Diana encontra o homem cujo corpo foi ocupado por Steve e lhe deseja Feliz Natal, então, fala alguma coisa ao expectador sobre a fé na humanidade e termina o filme – tal qual o primeiro – saltando no ar para atender ao chamado de um alarme.

Bom, é isso.

Novamente, tudo isso pode ser falso, criado por um fã com muito tempo a gastar e muita vontade de ocupar o tempo dos outros.

Porém, SE FOR VERDADE, parece preocupante. Soa um filme fraco e genérico com um vilão igualmente fraco e sem atrativos. Pior ainda, repete muitos dos erros de Mulher-Maravilha, como na falta de aprofundamento de abordagens, e um terceiro ato calcado em uma batalha mal estruturada e sem grandes atrativos.

Pesa contra a descrição algumas repetições da trama – a festa, a luta contra um exército (bom, isso tem no trailer, então…) e o final – e uma certa bobagem quanto a uma “pedra que atende desejos”. Neste último caso, as imagens vistas até agora realmente apontam esse caminho. Por fim, outro ponto negativo em relação à veracidade é o fato da trama não estar ligada à Mitologia Grega como era de se esperar. Muitas especulações foram feitas sobre Maxwell Lord ser um deus grego como Hades – o deus dos mortos – o que inclusive traria uma explicação mais complexa ao retorno de Steve Trevor (até como uma forma de distrair a heroína?). Porém, é possível a produção querer apontar outro caminho.

Bem, só saberemos mais tarde ao longo do próximo ano, com mais trailers e informações.

Contudo, realmente, a descrição está “antenada” ao trailer revelado. E o trailer em si confirma – em certo sentido – as preocupações elencadas, por ser sem graça, genérico e sem prometer grandes emoções.

Realmente, torcemos por estarmos errados.

Mulher-Maravilha 1984 tem estreia marcada para 04 de junho de 2020.