Depois de ter revelado ao mundo que sofre do Mal de Parkinson, o cantor e lenda Ozzy Osbourne afirmou já saber da doença desde o ano de 2003 e que não está morrendo. Mas precisa de um tempo até ficar melhor antes de voltar a rodar por aí em turnê.

Ozzy Osbourne of Black Sabbath performs at Ozzfest 2016 at San Manuel Amphitheater on September 24, 2016 in San Bernardino, Calif. (Amy Harris/Invision/AP)

Em entrevista ao Los Angeles Times, Osbourne disse:

Eu não estou morrendo de Parkinson. Eu tenho lidado com isso pela maior parte da minha vida. Eu já fui declarado morto tantas vezes… Se amanhã você ler: “Ozzy Osbourne não acordou mais”, você provavelmente não dirá “oh, meu deus!”. Você vai “bem, finalmente pegaram ele”.

O músico ainda acrescentou que quer estar melhor antes de sair em turnê e que, agora, sente que está 75% melhor, com a terapia física dando ótimos resultados, embora sua medicação lhe cause perda de memória recente. Mas ao mesmo tempo complementa: “não posso me queixar”.

Osbourne tem sofrido um revés de saúde desde o ano novo de 2019, quando uma queda lhe obrigou a se submeter a uma cirurgia na coluna, que causou danos às sequelas de outra cirurgia mais antiga. Como resultado, ficou sentindo dores, teve uma infecção na mão, seu braço está constantemente dormente dentre outras coisas. Isso o levou a adiar a turnê mundial que tinha planejado para aquele ano. Recentemente, o cantor aproveitou uma aparição no The Morning Show para revelar que tem Parkinson.

Ainda assim, Osbourne tem a turnê agendada para iniciar em 27 de abril próximo, embora exista bastante desconfiança se será possível o cantor retomar os shows na condição atual. Além disso, ele lança um novo álbum, Ordinary Man, em 21 de fevereiro, disco que tem participações de Elton John e de Slash (guitarrista do Guns’n’Roses).

Ao LA Times, Ozzy também disse que já planeja gravar um outro álbum.

John Michael “Ozzy” Osbourne nasceu em 03 de dezembro de 1948 em Aston, em Birmingham, na Inglaterra, e apesar de uma alta disléxia que o fez ir muito mal na escola, desenvolveu forte vínculo com a música e começou a cantar, sendo o fundador da banda que viria a se chamar Black Sabbath, cujo disco de estreia em 1970 já fez sucesso. Com um hard rock sombrio marcado por grandes passagens na guitarra, o Sabbath ajudou a criar a estética associada ao heavy metal, o que vincula Ozzy ao subgênero.

Saindo da banda em 1978, que prosseguiu sem ele, Osbourne estabeleceu uma carreira solo de sucesso, especialmente nos Estados Unidos, onde foi a ponta de lança do movimento de renovação do rock pesado e do heavy metal nos anos 1980.