No dia 17 de fevereiro último, o lendário guitarrista Eric Clapton promoveu um show-tributo especial ao baterista Ginger Baker, seu companheiro nas bandas Cream e Blind Faith. Baker morreu no dia 06 de outubro de 2019 aos 80 anos vítima de problemas cardíacos. O concerto especial trouxe a reunião de Clapton com Roger Waters (ex-Pink Floyd), Ron Wood (Rolling Stones) e Steve Winwood (Traffic, Blind Faith).

Nile Rodgers, Steve Winwood e Eric Clapton no tributo a Ginger Baker.

Logo após a morte do antigo companheiro de banda, Clapton se comprometeu a organizar um tributo em sua homenagem, que ocorreu no Eventim Apollo Hammersmith de Londres. O músico foi acompanhado por sua costumeira banda, que tem nomes como Steve Gadd na bateria e Chris Staiton nos teclados, ao qual foram unidos por vários convidados especiais ilustres ao longo da noite, além dos já citados: o tecladista Paul Carrack, o guitarrista Nile Rodgers, o também baterista Kenney Jones (ex-membro dos Small Faces, The Faces e The Who) e o filho de Ginger Baker, Kofi Baker, que também é baterista.

O repertório se concentrou basicamente no repertório do Cream e do Blind Faith, bastante familiares a Clapton; e o show foi interessante para os fãs do rock clássico, que puderam ver a constelação de estrelas reunidas nessas canções poderosas. O concerto foi iniciado com uma fala de homenagem de Clapton, que seguiu com Sunshine of your love, a canção mais conhecida do Cream, que contou com a participação do ex-membro do Pink Floyd, Roger Waters, tocando o baixo.

Eric Clapton, Ron Wood e Roger Waters, com o baterista Steve Gadd ao fundo, no tributo a Ginger Baker.

Clapton e Waters seguiram juntos em Strange Brew e White Room, ambas do Cream, com esta última ganhando a adesão de Ron Wood na guitarra com pedal wah-wah que marca a gravação original; além de Kenney Jones na bateria. Nas canções seguintes, se alternaram no palco Carrack e Nile Rodgers.

A partir da 10ª faixa, Clapton e sua banda ingressaram no repertório do Blind Faith, ao qual se agregou o guitarrista e tecladista Steve Winwood, que também era o vocalista daquele grupo.

O tributo deu destaque a algumas das composições de Baker nos grupos, como Blue condition, Pressed rat and wart hog, Toad (do Cream) e Do what you like (do Blind Faith). Curiosamente, faltou Those are the days, a melhor canção que Baker assinou para o primeiro grupo.

Show se encerrou com a poderosa Crossroad do Cream.

Abaixo, o set list completo com as participações especiais:

  1. Sunshine of Your Love (Cream) (com Roger Waters)
  2. Strange Brew (Cream) (com Roger Waters)
  3. White Room (Cream) (com Roger Waters, Ronnie Wood na guitarra e Kenney Jones na terceira bateria)
  4. I Feel Free (Cream) (com Nile Rodgers, Paul Carrack no órgão e vocais)
  5. Tales of Brave Ulysses (Cream) (com Nile Rodgers)
  6. Sweet Wine (Cream) (com Paul Carrack no órgão e vocais, Will Johns na guitarra)
  7. Blue Condition (Cream)
  8. Badge (Cream) (com Ron Wood, Henry Spinetti na terceira bateria)
  9. Pressed Rat and Wart Hog (Cream) (com Kofi Baker na bateria e vocais)
  10. Had to Cry Today (Blind Faith) (com Steve Winwood, Nile Rodgers na guitarra e Kofi Baker na bateria)
  11. Presence of the Lord (Blind Faith) (com Nile Rodgers, Steve Winwood no órgão e vocais,  Kofi Baker na bateria)
  12. Can’t Find My Way Home (Blind Faith) (com Kofi Baker, Steve Winwood no órgão e vocais, Nile Rodgers na guitarra)
  13. Well All Right (Blind Faith) (com Nile Rodgers, Steve Winwood na guitarra e vocais)
  14. Do What You Like / Toad (Blind Faith) (com Steve Winwood, Ronnie Wood, Nile Rodgers e solo de bateria de Kofi Baker)
    Bis:
  15. Cross Road Blues (Cream) (Todos os convidados).

Ginger Baker nasceu em 19 de agosto de 1939, em Lewisham, no sul de Londres, e aprendeu a tocar bateria aos 15 anos de idade, se tornando um músico de destaque muito rapidamente, influenciado pela sua grande paixão, o Jazz. Dono de estilo exuberante, marcado por movimentos rápidos e uso percussivo dos tambores, em vez de simplesmente seguir o ritmo como a maioria dos bateristas, Baker se tornou um nome conhecido na cena musical de Londres em 1961, quando se apresentava no The Blues Incorporated de Alexis Korner, grupo que influenciou todo o movimento de R&B e Blues Rock da Inglaterra.

Baker e o baixista Jack Bruce saíram do Incorporated e fundaram o The Graham Bond Organization, em 1963, da qual o baterista emergeria como o principal líder. Em 1966, após uma severa briga, Baker e Bruce se reuniram novamente, agora com o guitarrista Eric Clapton para fundar o Cream, que foi uma das bandas mais influentes, mais aclamadas e de maior sucesso do rock nos anos 1960. A relação insustentável com Bruce, contudo, levou ao fim do grupo já em 1968, deixando um legado sensacional de quatro álbuns.

FEBRUARY 1968: British Rock Group “Cream” poses for a February 1968 portrait. L-Rt: Eric Clapton, Ginger Baker, Jack Bruce. (Photo by Michael Ochs Archives/Getty Images)

Clapton e Baker continuaram juntos, formando o Blind Faith, ao lado do cantor, tecladista, guitarrista e compositor Steve Winwood, em 1969, e o conjunto durou apenas alguns meses, o suficiente para lançarem um álbum de grande aclamação e sucesso, uma pequena turnê no Reino Unido e uma grande turnê nos EUA.

O trabalho com o Cream e o Blind Faith deu fama a Baker e o tornou um dos mais importantes e influentes bateristas da história do rock, alguém decisivo para o surgimento da bateria de rock pesado e heavy metal que iria consagrar nomes como John Bonham (Led Zeppelin).

No restante da carreira, Baker montou a banda Air Force, que gravou dois álbuns (1970 e 1971); depois, foi para a África, onde trabalhou com o músico Fela Kuti a partir de 1971; montou o Baker Guvitz Army (1974-1976); se uniu à banda de rock progressivo Hawkwind (1980 e 1985); ao PIL (1985); à banda de hard rock Masters of Reallity (1992); e se reunindo de novo a Jack Bruce e ao guitarrista Gary Moore no trio BBM (1994). Nos 20 anos seguintes, Baker desenvolveu sua própria sonoridade como atração principal até 2016, quando uma cirurgia cardíaca encerrou sua carreira e o deixou com a saúde debilitada pelos três anos seguintes até vir a falecer.