Muito pouco é sabido sobre a história do filme da Viúva Negra que deve estrear em algum momento do fim deste ano e o início do próximo, por causa das incertezas sobre a pandemia mundial do novo coronavírus. Mas a diretora Cate Shorland esclareceu alguns pontos em entrevista à Empire Online publicada ontem: Natasha Romanoff irá passar o bastão para Yelena Bolova, citando as personagens de Scarlet Johannson e Florence Pugh.

Conversando com a Empire, Shortland disse:

[Kevin Feige, presidente do Marvel Studios] percebeu que o público esperava uma história de origem, então, é claro, nós seguimos a direção oposta. E não sabíamos o quanto Florence Pugh seria grande. Sabíamos que ela era ótima, mas não sabíamos o tão ótima ela era. Scarlet é tão graciosa, que ficou tipo: “Oh, eu estou passando o bastão”. Então, isso nos apresenta outra história feminina.

A fala deixa claro que se o público responder bem, o Marvel Studios está disposto a seguir em frente com as aventuras de Yelena Belova com Florence Pugh em filmes no futuro. Isso segue os quadrinhos, onde Belova substituiu Romanoff como a Viúva Negra por um certo tempo.

A informação é curiosa, pois há um rumor recorrente de que Yelena morreria no filme, o que explicaria porque Natasha reusaria o colete verde que Yelena aparece usando nas fotos em Vingadores – Guerra Infinita. Mas é apenas um boato até agora.

A Viúva Negra com o colete de Yelena em Guerra Infinita.

A Amazon conversou com Johansson e Plugh, que trouxeram alguns acréscimos que dão uma ideia de que sobre o que se trata o filme. A segunda diz:

Quando ela encontra a personagem de Scarlett, Natasha, Yelena está meio que redescobrindo quem ela é depois de ter estado na Sala Vermelha por tanto tempo. Então, juntas elas dedscobrem que ambas sofreram de um modo muito similar. Há amor e uma amizade única entre elas, porque são, na verdade, irmãs perdidas que não se vêem há muito tempo.

As duas falas deixam claras que a trama mostrará Yelena deixando a Sala Vermelha e a personagem ser usada para também explorar os sentimentos e sequelas de terem passado pela experiência daquele serviço secreto. Ao contrário do que a Marvel quer deixar transparecer, apesar de realmente não ser um filme de origem, Viúva Negra irá sim revisitar o passado (e as origens) da personagem em alguma medida. Não está claro ainda como isso será feito, mas é muito provável que personagens como Nick Fury, Clint Barton (Gavião Arqueiro) e Bucky Barnes (Soldado Invernal) apareçam em flashbacks, ainda que muito rapidamente. É quase certo que Robert Downey Jr. aparecerá uma última vez como Tony Stark/Homem de Ferro em uma cena filmada para Capitão América – Guerra Civil e que não foi usada, sendo agora, reaproveitada no novo contexto do filme.

O eixo da trama será o típico recurso “o passado que retorna para atormentar” que será expresso no Treinador como o grande vilão físico da trama – ainda que para honrar o clima de espionagem tão relacionado à personagem (basicamente explorado apenas em Homem de Ferro 2, Os Vingadores e Capitão América – O Soldado Invernal) é bem provável que exista outra ameaça secreta que só será revelada no filme.

Para combater essa “ameaça do passado”, Natasha e Yelena vão recorrer a outros de seus amigos do passado, o que traz Alexei Shostakov/ Guardião Vermelho (David Habour) e Melina Mostokov (Rachel Weisz) à baila.

Viúva Negra se passará entre os eventos de Capitão América – Guerra Civil e Vingadores – Guerra Infinita, já que Natasha Romanoff foi morta em Vingadores – Ultimato. A estreia do filme fora programada para 01 de maio, e agora, está agendada para 06 de novembro de 2020, mas não é impossível que seja adiado para 2021 por causa da pandemia.