Embora não seja uma surpresa, ainda assim é triste: faleceu na noite de sábado o desenhista e roteirista George Perez, aos 67 anos. O artista havia anunciado em dezembro último que estava com câncer no pâncreas e só teria uns 6 meses de vida. Ontem, ele não resistiu.

Nascido no Bronx, em Nova York, em 1954, filho de imigrantes de Porto Rico, Perez se tornou um dos desenhistas mais amados dos anos 1970, com seu traço sólido e bonito. A capacidade de desenhar muitos personagens dentro de um quadro ou página o tornou ideal para trabalhar com equipes de super-heróis.

Perez fez sucesso nos Vingadores e Quarteto Fantástico na Marvel e, depois, com Liga da Justiça na DC Comics, enquanto se reuniu com o escritor Marv Wolfman para criar a nova versão dos Novos Titãs, que se tornou o maior sucesso da DC nos anos 1980. A dupla também fez a saga Crise nas Infinitas Terras, que organizou a cronologia da editora.

Ele foi o responsável pelo Reboot da Mulher-Maravilha, assumindo também os roteiros, numa fase bastante aclamada. De volta à Marvel, ele desenhou (com roteiro de Jim Starlin) a primeira parte da saga Desafio Infinito, na qual o vilão Thanos tenta se apossar das Jóias do Infinito e serviu de inspiração aos filmes dos Vingadores. Também fez uma nova e aclamada fase da equipe com roteiros de Kurt Busiek.

Sabia mais detalhes neste post do HQRock.

https://hqrock.com.br/2021/12/09/george-perez-anuncia-estar-com-cancer-terminal/

Perez deixou uma marca profunda na indústria de quadrinhos e será lembrado por abrilhantar as páginas que ilustrou e escreveu.