Após uma ausência de três anos, o Marvel Studios retornou à San Diego Comic Con, o maior evento de cultura pop (e nerd) do mundo e o fez em grande estilo, anunciando um grande número de novidades. O presidente da empresa, Kevin Feige, subiu ao palco do gigantesco Hall H e apresentou os planos do estúdio para os próximos anos, o que inclui o fim da atual Fase 4, a Fase 5 e o esboço da Fase 6 e algumas coisinhas da Fase 7. Dentre as novidades, além das séries do Disney+, muitas produções do cinema, como o já anunciado filme dos Thunderbolts, a (re)estreia do Quarteto Fantástico e o retorno dos Vingadores, não em um, mas logo em dois filmes!

Feige anunciou uma linha do tempo com as produções da casa, intercalando TV (streaming) e cinema. Com isso, ficamos sabendo que a atual Fase 4, inaugurada com Viúva Negra e o pacote de séries do Disney+ – WandaVision, Loki, Falcão e o Soldado Invernal, Gavião Arqueiro, Miss Marvel etc. – e que inclui a leva atual do cinema (Shang-Chi e a Lenda dos 10 Anéis, Homem-Aranha – Sem Volta para Casa, Doutor Estranho no Universo da Loucura, Thor – Amor e Trovão etc.), irá se encerrar bem mais cedo do que pensávamos, dando espaço para a bombástica Fase 5 que trará o Quarteto Fantástico reimaginado pelo Marvel Studios e a volta dos Vingadores em dois filmes. E os X-Men? Feige não anunciou diretamente o filme dos mutantes, provavelmente, porque está guardando isso para a D23 Expo, a Comic-con própria da Disney, empresa-mãe da Marvel. E também lançou lampejos da Fase 6 e até da 7 para atiçar os fãs e as especulações, pois muito pouco destas foi revelado.

Ah, e vale à pena lembrar que a apresentação de Feige iniciou com trailers de Pantera Negra – Wakanda Para Sempre, Guardiões da Galáxia Vol. 3, Invasão Secreta e Mulher-Hulk – Defensora de Heróis.

Iremos apresentar brevemente o que vem por aí no Marvel Studios para as Fases 4, 5, 6 e 7.

Fase 4

As Fases 4 (que é a corrente), 5 e 6 correspondem à Saga do Multiverso, tal qual as três primeiras foram A Saga do Infinito.

Eu Sou Groot, série: 10 de agosto de 2022

Dirigida por Kristen Lepore, será uma série de curta-metragens mostrando toda a fofura do baby Groot, enquanto cresce no meio dos Guardiões da Galáxia.

Mulher-Hulk, série: 17 de agosto de 2022

A série aparentemente irá seguir a mesma premissa das HQs: Jennifer Walters é uma advogada solteira de trinta e poucos anos e prima pelo lado materno de Bruce Banner, o Hulk. Os quadrinhos exploraram que, na infância, os dois foram bastante próximos, pois eram ambos filhos únicos; mas enquanto Jennifer veio de um lar amoroso, Bruce cresceu com um pai abusivo e violento. Nas HQs, após o mundo descobrir que Banner é o Hulk (no início ninguém sabia disso), o cientista passa a ser perseguido no mundo todo como uma terrível ameaça, então, vai ao encontro da prima para pedir ajuda. Porém, ela estava naquele momento trabalhando junto à Promotoria para prender uma quadrilha mafiosa, e terminou sendo mortalmente baleada. Desesperado para salvá-la, Bruce termina por fazer uma transfusão de sangue de emergência, o que termina transferindo parte de sua radiação gama à prima, o que faz com que ela se transforme na Mulher-Hulk. Porém, ao contrário do primo, Jennifer mantém sua personalidade e clareza de pensamento quando se transforma, ainda que um pouquinho mais raivosa.

Criada em 1980 por Stan Lee e John Buscema, a Mulher-Hulk era apenas um golpe publicitário de Lee para impedir que outra editora se apossasse do nome da personagem (She-Hulk, em inglês), e a heroína passou alguns anos meio sem ter uma função bem definida nos quadrinhos, até que o roteirista Roger Stern a colocou como membra dos Vingadores, a partir de 1982. Pouco tempo depois, em 1984, o escritor e desenhista John Byrne colocou Jennifer Walters como membra do Quarteto Fantástico, substituindo o Coisa, que ficou longe por uns dois anos. Byrne assumiu uma nova revista solo da Mulher-Hulk dando-lhe sua interpretação definitiva: um quadrinho de humor absurdo, inclusive, com ela quebrando a “quarta parede” e se comunicando com os leitores, sabendo que é uma personagem de HQ, sendo uma percursora do Deadpool (mas sem os palavrões e como uma abordagem mais família).

Aparentemente, essa é a pegada da série, já que o trailer mostra Walters em várias situações cômicas e até quebrando a quarta parede em um momento. Além da participação de Wong (dos filmes do Doutor Estranho) e do retorno do vilão Abominável (do filme O Incrível Hulk, de 2008 – mas que também apareceu, junto com Wong, em Shang-Chi e a Lenda dos 10 Anéis), a série terá Titânia como vilã e uma participação especial do Demolidor, já mostrada no trailer, fazendo a estreia do homem sem medo (uniformizado, pelo menos) no Marvel Studios (Matt Murdock apareceu em Homem-Aranha – Sem Volta para Casa).

Especial de Halloween, sem data (mas provavelmente, novembro de 2022)

Projeto trancado em segredos (revelações na D23?) trará uma pegada de terror leve (à lá Marvel Studios, né?), em especial com o personagem Werenwolf by the Night (Lobisomem, no Brasil), uma versão heroica de um lobisomem criado pela linha de terror da Marvel nos anos 1970. É possível que o Cavaleiro da Lua de Oscar Issac faça uma pequena participação, e quem sabe até a nova versão de Blade, de Mahasala Ali. O herói lupino Jack Russell, aparentemente, é vivido por Gael Garcia Bernal.

Pantera Negra – Wakanda Para Sempre, filme, 11 de novembro de 2022

A sequência do fenômeno de 2017, infelizmente, não contará com Chadwick Boseman, já que o ator morreu de câncer antes das filmagens. O longa se apropria da morte do ator, transferindo-a ao seu personagem, T’Challa, que terá morrido na história (talvez, de câncer mesmo). Não foi revelado detalhes da trama, mas o trailer mostra a confirmação de vários rumores: enquanto a rainha Ramona (Angela Bassett) luta para manter o reino de Wakanda unido, Nakia (Lupita Nyong’o) terá um filho de T’Challa, M’Baku (Wiston Duke) assume o trono interinamente; ao mesmo tempo em que eclode uma guerra com os Atlantes, uma raça de humanos submarinos que viviam na Terra em segredo até então. O rei dos Atlantes, Namor, é interpretado por Tenoch Huerta, que incorpora um visual com elementos dos quadrinhos somados à estética Asteca (ou Mexica, como é mais correto). Um conflito entre as duas nações remete aos quadrinhos mais recentes da Marvel, que mostraram Wakanda e Atlântida em guerra e T’Challa e Namor como inimigos.

O trailer mostra o herói do título apenas num relance rápido de costas, mas tal qual nos quadrinhos, é bem provável que o manto do Pantera Negra recaia sobre Shuri, a despeito de algumas intrigas de bastidores com a atriz Letitia Wright (que foi acusada de ser anti-vacina). O longa trará a estreia da personagem Riri Williams, a Coração de Ferro (uma versão feminina do Homem de Ferro nas HQs), vivida por Dominique Thorne. Os rumores dizem que ela será uma cientista fazendo experimentos no mar sob a supervisão de Wakanda e que termina causando um grande mal à nação escondida da Atlântida.

Namor, rei dos Atlantes.

Os boatos também afirmam que, no fim do filme, descobriremos que existe uma pessoa nos bastidores manipulando o experimento para causar a guerra propositalmente: Victor Von Doom, o Doutor Destino, rei da Latvéria, país fictício do Leste Europeu, o que abre uma ponte para um determinado grupo apelidado de “primeira família”. (O conflito com Destino também remete aos quadrinhos contemporâneos).

Guardiões da Galáxia – Especial de Natal, especial de TV: sem data (mas em dezembro de 2022, né?).

Não há nenhum detalhe da trama, mas o especial foi gravado durante as filmagens do terceiro filme e também é dirigido e escrito por James Gunn. Será uma aventura natalina e espacial.

Fase 5

A Fase 5 mergulhará fundo na subtrama do Multiverso que marca A Saga do Multiverso e que não parece ocupar tanto essas produções da anterior.

Homem-Formiga e a Vespa – Quantumania, filme: 17 de fevereiro de 2023

Dirigido por Peyton Reed com roteiro de Jeff Loveness, a terceira aventura de Scott Lang (Paul Rudd) ao lado de Hope Van Dyne (Evangeline Lilly) trará a estreia da filha de Lang, Cassandra/Cassie (Kathryn Newton) como a Estatura, heroína que nos quadrinhos faz parte dos Jovens Vingadores, e um mergulho na dimensão do Reino Quântico, que permite ao herói diminuir de tamanho e possibilitou aos Vingadores viajarem no tempo em Vingadores – Ultimato. A abertura do Multiverso também deve ter alguma implicação no filme.

O vilão será Kang, o Conquistador (Jonathan Majors), personagem que já apareceu em Loki. Como o viajante do tempo (um dos principais arqui-inimigos dos Vingadores nas HQs, talvez até o maior deles) é bem possível que Kang tenha mais um estilo manipulador e de bastidores no longa, já que teremos o retorno de Darren Cross/ Jaqueta Amarela (do primeiro filme) e a estreia de Krylar (Bill Murray). É dito que o vilão MODOK também aparecerá, embora não se saiba quem o interpreta.

Invasão Secreta, série: primavera do hemisfério norte de 2023

A série comandada por Kyle Bradstreet adaptará uma das mais famosas aventuras dos Vingadores em tempos mais recentes (lançada em 2007 por Mark Millar e Leinil Francis Yu), quando os heróis descobrem que os alienígenas transmorfos Skrulls se infiltraram na Terra e tomaram o lugar de várias pessoas de destaque, inclusive, heróis e vilões. O contexto televisivo deverá ser completamente outro, já que os Vingadores não estarão presentes e, pelo menos até agora, os Skrulls foram mostrados como nossos aliados (em Capitã Marvel e em Homem-Aranha – Longe de Casa).

A série será protagonizada por Samuel L. Jackson (Nick Fury) e trará os retornos de Ben Mendelsohn (Talos), Cobie Smulders (Maria Hill), Don Cheadle (Tenente-Coronel James Rhodes/ Máquina de Guerra) e Martin Freeman (agente Everett Ross), junto às estreias de Olivia Colman e Emilia Clarke em papeis ainda não revelados. Eu apostaria na descoberta de uma facção maligna dos Skrulls (cuja Rainha poderia muito bem ser interpretada por Colman), o que iria dificultar bastante a vida de Talos e os seus, bem como a Fury.

Guardiões da Galáxia, Vol. 3, filme: 05 de maio de 2023

Novamente dirigido e escrito por James Gunn (lembrem que o diretor chegou a ser demitido do Marvel Studios e depois readmitido após uma série de velhos polêmicos tuítes), a aventura espacial deverá ser o desfecho da equipe, pelo menos no seu contexto (e formação) atual. Além do retorno de toda a velha turma, a trama deverá mostrar Star-Lord procurando redimir a nova Gamora (pois lembrem: a heroína morreu em Vingadores – Ultimato, mas uma versão sua do passado foi trazida ao nosso tempo juntamente com o outro Thanos e por aqui ficou. Mas essa velha Gamora não cumpriu a jornada de redenção de sua versão futura, portanto, é uma vilã em potencial).

O filme também trará o fechamento da trama deixada como gancho no Vol. 2, com Ayesha (Elizabeth Debicki) produzindo o ser artificial Adam Warlock (Will Poulter) para matar o grupo. Nos quadrinhos, Warlock é um ser de grande poder que protagonizou uma série espetacular de aventuras espaciais nos anos 1970, comandadas pelo escritor e desenhista Jim Starlin, que criou A Saga de Thanos, da qual Warlock era um artífice importante em seu contexto original.

O Alto Evolucionário do filme.

A trama terá ainda, pretensamente como ameaça principal (Warlock é destinado a ser um herói, não é mesmo?) o Alto Evolucionário (Chukwudi Iwuji), um vilão que, nos quadrinhos, surgiu nas histórias do Thor e foi um opositor importante dos Vingadores. Nas HQs, o Alto Evolucionário é um cientista britânico chamado Herbert Wyndham, que era tão genial que conseguiu quebrar o código genético humano ainda no século XIX e evoluiu o próprio corpo para se tornar um ser praticamente imortal, trabalhando para evoluir outros seres vivos como seres sapientes e criar uma Terra “mais evoluída” e “pacífica” ao custo do extermínio total. No cinema, o vilão deve sofrer muitas alterações, pois seu plano mestre já foi usado por Thanos na Fase 3. É bem provável que o Alto Evolucionário não seja terráqueo e é praticamente certo que é o responsável pela criação do Rocket Raccoon e sua origem deve ser parte importante da trama.

Eco, série: verão do hemisfério norte de 2023

Liderada por Marion Dayre, a série desenvolverá a personagem já apresentada em Gavião Arqueiro, contando a história de origem de Maya Lopez (Alaqua Cox). Nas HQs, ela surgiu nas histórias do Demolidor e tem grande vínculo com o homem sem medo, o que deve implicar numa participação de Matt Murdock (Charlie Cox) no programa, bem como do retorno de Wilson Fisk, o Rei do Crime (Vincent D’Onofrio).

Loki, série: verão do hemisfério norte de 2023

Tendo Eric Martin como showrunner, a segunda temporada das aventuras do deus nórdico da mentira (Tom Hiddleston) deve continuar explorando sua jornada pelo Multiverso ao lado de Mobius M. Mobius (Owen Wilson), e também deve contar com a participação (e ameaça) de Kang, o Conquistador (Jonathan Majors) como forma de ir preparando o cenário em torno do vilão, tal qual as Fases 1, 2 e 3 fizeram com Thanos.

The Marvels, filme: 28 de julho de 2023

Com direção de Nia DaCosta e roteiro de Megan McDonnell, o longa unirá a Capitã Marvel/ Carol Danvers (Brie Larson) às personagens de Miss Marvel/Kamala Khan (Iman Vellani) e a capitã Monica Rambeau (Teyonah Parris), que nos quadrinhos já foi conhecida como Capitã Marvel (isso mesmo) e Fótom.

A trama maior do Marvel Studios já vinculou as três, com o vínculo entre Danvers e Khan aparecendo em Ms. Marvel e o filme Capitã Marvel mostrando uma versão criança de Monica Rambeau e que Danvers foi amiga de sua mãe quando ambas eram aviadoras da força aérea dos EUA, antes de Danvers ser sequestrada pelos alienígenas Kree e ganhar seu superpoderes. Já vimos que num universo alternativo a mãe de Rambeau se tornou a Capitã Marvel (em Doutor Estranho no Multiverso da Loucura) e já conhecemos a versão adulta e atual de Monica como agente da ESPADA em WandaVision, onde também parece ganhar seus poderes de Fótom.

Não sabemos praticamente nada sobre a trama do filme, mas deverá haver alguma conexão com Invasão Secreta.

X-Men 97, série: outono do hemisfério norte de 2023

X-Men – The Animated Series foi a porta de entrada de toda uma geração no universo dos mutantes da Marvel, quando estreou lá longe em 1994 e foi um enorme sucesso por 5 temporadas no canal Fox Kids, ao mesmo tempo em que os X-Men cumpriam o ciclo final de sua fase maior popularidade nas HQs, num duplo movimento que possibilitou sua estreia nos cinemas (em 2000) e o início da era de super-heróis na telona em que vivemos.

Por causa disso, o Marvel Studios tomou a improvável decisão de simplesmente trazer o desenho de volta: X-Men 97 será uma sequência da animação, prosseguindo de onde o original parou. Não há detalhes da trama, apenas que Magneto iniciará como o líder do grupo, seguindo uma sequência de eventos que também transcorreu nos quadrinhos de anos antes. Grande parte dos episódios da série foram baseados nas aventuras clássicas dos anos 1980 escritas por Chris Claremont e isso deve prosseguir. O visual da animação iniciará exatamente como era no passado, mas isso deve mudar em breve, pois a Disney não resistirá em vender mais bonequinhos com outros uniformes mais “modernos”.

Alguns dos atores da dublagem original retornam, como Cal Dodd (Wolverine), Lenore Zann (Vampira), George Buza (Fera) e Alyson Court (Jubileu). Beau DeMayo será o showrunner, enquanto os roteiristas Eric Lewald Julia Lewald, e o diretor Larry Houston, que trabalharam na animação dos anos 1990, servirão como consultores.   

Blade, filme: 03 de novembro de 2023

Dirigido por Bassam Tariq com roteiro de Stacy Osei-Kuffour e de Tariq, veremos a versão do Marvel Studios para o caçador de vampiros Eric Brooks (Mahersala Ali), que talvez estreie antes no Especial de Halloween e receba menção em outros filmes. O restante do elenco traz Delroy Lindo, Aaron Pierre e Milan Ray em papéis ainda não revelados. Vale lembrar que Ali chegou a ter outro papel na Marvel, como o vilão da série de Luke Cage.

Coração de Ferro, série: outono do hemisfério norte de 2023

Tendo produção de Chinaka Hodge, veremos as aventuras solo de Riri Williams (Dominique Thorne) que cria uma avançada e poderosa armadura a partir da tecnologia do falecido Tony Stark. Como a personagem estreia em Pantera Negra – Wakanda para Sempre, já será conhecida do público quando seu programa chegar. Não há detalhes da trama, e o elenco trará Anthony Ramos, Lyric Ross, Harper Anthony, Manny Montana e Alden Ehrenreich, o protagonista de Han Solo – Uma Aventura Star Wars.

Agatha: Coven of Chaos, série: inverno de 2023-2024

Tendo Jac Schaeffer como showrunner e a volta de Kathryn Hahn como Agatha Harkness, esta inusitada série é um spin-off de WandaVision e é curioso pensar o que a Marvel fará com a (ex?)vilã. Tendo em vista o tom de magia, que pode se relacionar ao terror, não é impossível que estreie na época do Halloween de 2023.

Filme Não-Revelado: 16 de fevereiro de 2024

Kevin Feige deixou escondido o nome deste filme durante os anúncios da San Diego Comic-
Con e é muito provável que este termine sendo o aguardado Deadpool 3, trazendo o louco personagem de Ryan Reynolds de volta de uma forma mais confortável dentro de um contexto de Multiverso, que não precisará de muita explicação elaborada para como ele existe após o fim da franquia da 20th Century Fox, que foi comprada pelo Marvel Studios. Isto é apenas uma especulação nossa, claro, mas Deadpool sempre foi lançado nessa mesma época do ano e com grande sucesso. A produção da Marvel também deve ser Censura 18 anos.

Demolidor – Born Again, série: primavera do hemisfério norte de 2024

Quase 10 anos depois de sua estreia abalar o Netflix com a findada parceria da Marvel com o pioneiro canal de streaming, o homem sem medo irá regressar à telinha para uma aventura sua. Claro, até então, Matt Murdock (Charlie Cox) já vai ter pimpolhado por vários outros programas e filmes, como Homem-Aranha – Sem Volta para Casa, Mulher-Hulk – Defensora de Heróis, Eco e sabe-se lá mais onde. Será ele a mesmíssima versão da aclamada série, que teve três temporadas na outra casa, ou uma versão (ligeiramente?) diferente para o MCU? Não sabemos ainda, mas as bases de sua existência, inclusive, o Rei do Crime (Vincent D’Onofrio) serão mantidos. O programa terá liderança de Matt Cornan e Chris Ord.

Colocamos o título acima em inglês de propósito, porque o que muitos sites brasileiros não pareceram perceber é que Born Again é o arco de histórias que traduzimos como A Queda de Murdock, a melhor das histórias do homem sem medo, magistralmente escrita por Frank Miller e belamente desenhada por David Mazzucchelli, foi publicada em 1987 dentro da revista Daredevil, mostrando a incrível aventura em que Wilson Fisk descobre a identidade secreta do herói e transforma sua vida em um inferno, obrigando a Murdock encontrar sua força interior e um modo de vencer um inimigo que é intocável. É simplesmente um primor.

Fisk já descobriu a identidade de Murdock na terceira temporada de Daredevil da Netflix, mas não sabemos se o MCU seguirá a mesma linha narrativa, mas esperamos que mantenha pelo menos a pegada mais “pesada” do programa, que cai como uma luva nesse drama forte.

Capitão América – Nova Ordem Mundial, filme: 03 de maio de 2024

Com direção de Julius Onah e roteiro de Malcolm Spellman e Dalan Musson, Nova Ordem Mundial será uma sequência direta da série Falcão e o Soldado Invernal, na qual Sam Wilson (Anthony Mackie) assume o manto e o escudo do Capitão América no último episódio. Não sabemos se a trama em si terá muita vinculação com o programa e retornos de Buck Barnes/ Soldado Invernal e Agente Americano, mas isso parece pouco provável, já que essa trama em particular deve encontrar solo em Thunderbolts, como falaremos a seguir.

Como o título sugere, o novo Capitão América deverá enfrentar algum tipo de nova ameaça advinda do mundo pós-blip de Vingadores – Ultimato, talvez até com uma nova organização terrorista nos rescaldos da HIDRA (e nos quadrinhos temos IMA, por exemplo) ou a exploração dos temas dos quadrinhos de quando Wilson empunhou o escudo, tratando de racismo estrutural e herança. Provavelmente, ao lado de Eco, Demolidor e Thunderbolts, Nova Ordem Mundial mostrará como o MCU está estruturado para além do Multiverso, numa ambientação mais “pé no chão” e pseudorrealista.

Thunderbolts, filme: 26 de junho de 2024

A Fase 5 do MCU se encerra com o filme dos “vilões disfarçados de heróis” da Marvel, que será dirigido por Jake Schreier, com roteiro de Eric Pearson. Como o HQRock já comentou quando o filme foi primeiramente anunciado, meses atrás, o Marvel Studios pode tomar duas rotas distintas para adaptar o grupo: seguindo as HQs originais dos anos 1990, em que os Thunderbolts eram parte de um plano maligno do Barão Zemo para se aproveitar da ausência dos Vingadores (que foram dados como mortos na saga Massacre) e disfarçar os Mestres do Terror em um “novo” grupo de heróis afim de ganhar a confiança do público e das autoridades e, por fim, ganhar mais poder; ou pode tomar inspiração em uma fase posterior, dos anos 2000, na qual eles são a versão Marvel do Esquadrão Suicida (isso mesmo), um grupo de vilões que trabalha secretamente para o Governo (ou a SHIELD ou a ESPADA ou o MARTELO) em missões suicidas em troca de reduções de pena.

De qualquer modo, nesta altura, a Marvel tem uma grande plenitude de vilões ou ex-vilões à disposição para agrupar seu time, que deverá ser totalmente diferente das versões clássicas das HQs e espelhará o cardápio já usado no cinema e na TV. Por isso, se acredita na conexão deste filme com a série Falcão e o Soldado Invernal, trazendo de volta Buck Barnes (Sebastian Stan), Agente Americano (Wyatt Russell) e a nova Viúva Negra/ Yelena Belova (Florence Pugh), além do vilão Zemo (Daniel Bruhl) e de Allegra Fontaine (Julia Louis-Dreyfus). Dentre outros possíveis membros, as maiores apostas são em Abominável (de O Incrível Hulk e Mulher-Hulk – Defensora de Heróis), Fantasma (de Homem-Formiga e a Vespa), Treinador (de Viúva Negra), mas muitos outros estão no pairo também.

Geralmente, as finalizações de fases do MCU são eventos bombásticos e podemos pensar qual seria o grande evento que Thunderbolts deixaria como legado. Será que teremos a introdução de Norman Osborn ao MCU? Afinal, ele já foi o líder do time nas HQs. Também não é impossível uma trama envolvendo Victor Von Doom, o Doutor Destino, como forma de criar uma ponte para a etapa seguinte.

Fase 6

Se a Fase 5 será apenas o “esquenta”, tudo culmina na Fase 6, que mergulhará no Multiverso e numa tacada só trará Quarteto Fantástico, X-Men e a volta dos Vingadores. Que tal?

Quarteto Fantástico, filme: 08 de novembro de 2024

A Fase 6 do MCU começa com a primeira família voltando aos cinemas após duas tentativas fracassadas nas décadas de 2000 e 2010 nas mãos da 20th Century Fox. Como Kevin Feige e o Marvel Studios farão sua abordagem ao time de Reed Richards (Senhor Fantástico), Sue Storm (Mulher-Invisível), Johnny Storm (Tocha Humana) e Ben Grimm (O Coisa)? Ninguém sabe, pois nenhum detalhe da trama, do elenco, do roteirista ou do diretor foi revelado ainda. Anteriormente, Jon Watts (dos filmes do Homem-Aranha) seria o diretor, mas ele pulou fora do barco há algum tempo.

Claro, uma versão de Reed Richards (John Krasinski) já apareceu, com poderes, uniforme e tudo em Doutor Estranho no Multiverso da Loucura, mas não é certo que será ele mesmo no novo filme ou aquela será apenas uma versão outra do Multiverso. Ademais, a trama deve envolver o Doutor Destino, que já pode ter aparecido como ameaça oculta em várias outras produções (e não somente em Pantera Negra – Wakanda para Sempre e Thunderbolts), mas fica a expectativa se Feige irá construir esse grupo de um modo mais lento, com uma história de origem tradicional (o que as duas franquias anteriores já fizeram) ou se irá pular direto para uma aventura cósmica com o Surfista Prateado e Galactus. Eu apostaria nesta última.

Filme Sem Título: 14 de fevereiro de 2025

Daqui para frente, a Fase 6 se torna bem menos exata, então, não sabemos que filme estreará logo após a aventura da primeira família. Tendo em vista o grande volume as novas produções as quais viemos nos referindo, quase esquecemos que são necessárias sequências às franquias já existentes. Por isso, alguns sites apostam esta data do início de 2025 para uma continuação de Shang-Chi ou de Os Eternos. É plausível. Mas fique ligado que este filme deverá ser contributivo de algum modo para o que vem logo a seguir…

Vingadores – A Dinastia Kang, filme: 02 de maio de 2025

Seis anos após sua última aventura, os Vingadores voltarão plenos aos cinemas mais uma vez em sua tradicional data de maio e confrontando o que deverá ser a grande ameaça secundária da Fase 5 (isso mesmo, a anterior): Kang, o Conquistador (Jonathan Majors). O título toma de empréstimo uma clássica história dos anos 1990, escrita por Roger Stern e com arte de Alan Davis, Kieron Dwyer, o brasileiro Ivan Reis e do argentino Manuel Garcia, na qual o vilão vem do futuro, destrói a ONU e realmente domina o mundo, obrigando os Vingadores a uma acirrada batalha para vencê-lo e contando com a ajuda do filho de Kang, o Centurião Escarlate. A história contém uma importante participação da Capitã Marvel e isso pode se repetir nos cinemas.

Neste ponto de 2022 é muito difícil de previr quem serão os Vingadores daquele momento, mas deverá haver uma combinação de velhos membros com os novos da Fase 4, não sendo impossível que um Capitão América/Steve Rogers reapareça.

Filme Sem Título: 25 de julho de 2025

Outro filme misterioso virá logo após o retorno dos Vingadores, então, quem ocupará essa tradicional data de grandes eventos do verão do hemisfério norte? Só pode ser um grande filme e apostamos nossas fichas no retorno dos X-Men. Esse anúncio deve estar guardado para a D23.

Vingadores – Guerras Secretas, filme: 07 de novembro de 2025

Não, os Vingadores não regressam para apenas um filme, mas para dois filmes no mesmo ano! Secret Wars finda a Fase 6 – que será bem curta, portanto – e adaptará uma das clássicas aventuras que carrega esse título. Sim, nas estranhices do mundo moderno, a Marvel Comics já publicou duas sagas distintas com esse mesmo título.

A Guerra Secreta original foi publicada como uma maxissérie em 12 partes entre 1984 e 1985, com roteiro de Jim Shooter (na época, o editor-chefe da Marvel) e desenhos de Mike Zeck, e mostrava uma aventura na qual um ser de poder infinito chamado Beyonder ficava intrigado com os heróis da Terra. Então, ele sequestra os maiores heróis e vilões para um planeta alienígena para que combatam entre si. Aos vencedores, a realização de seus sonhos. Apesar da premissa meio estapafúrdia (na verdade, a histórias era apenas uma mera desculpa para o lançamento de uma linha de brinquedos numa época em que o mershandising cruzado de mídias estava apenas começando), Guerra Secreta trazia alguns elementos bem interessantes na sua trama, em especial nas relações dos personagens e no modo como o Doutor Destino manipula o Beyonder para roubar seus poderes.

A capa da edição 1 de Secret Wars, por Alex Ross.

A segunda versão, Guerras Secretas foi publicada pela Marvel em 2015, com roteiro de Jonathan Hickman e arte de Esad Ribic, e mostra uma trama na qual o Multiverso começa a ruir e se autodestruir, obrigando aos heróis da Marvel consertar a realidade. Esta premissa parece casar muito melhor com o cenário montado da Saga do Multiverso e devemos ver várias das entidades cósmicas dos quadrinhos aparecendo na trama; ainda que seja possível que o MCU se utilize de alguns elementos da primeira história, em particular o papel do Doutor Destino e a união de Vingadores e X-Men na mesma aventura.

Quem será o vilão que irá mobilizar essa ameaça toda? Não sabemos, mas pode até nem ser Kang, presumindo que ele pode ser derrotado em A Dinastia Kang. Destino ou Galactus ou até mesmo Korvac podem emergir como o vilão final, além do próprio Beyonder. Também é possível que essa seja a tacada final da Marvel em torno do Multiverso e aproveitar para encher o filme de participações especiais de atores e versões prévias de heróis da Marvel de todas as mídias, tal qual a concorrente DC Comics fez com Crise nas Infinitas Terras no Arrowverse na TV.

Não há nomes vinculados ao filme Secret Wars, embora todos saibam que os Irmãos Joe e Anthony Russo (de Capitão América – O Soldado Invernal, Capitão América – Guerra Civil, Vingadores – Guerra Infinita e Vingadores – Ultimato) nunca foram tímidos em afirmar que o grande sonho deles seria adaptar esta HQ ao cinema. Mas Kevin Feige pode querer sangue novo. Também é possível que equipes criativas diferentes comandem A Dinastia Kang e Guerras Secretas, e na verdade, isso parece bem mais provável.

Fase 7

  • Filme Sem Título: 13 de fevereiro de 2026
  • Filme Sem Título: 01 de maio de 2026
  • Filme Sem Título: 24 de julho de 2026
  • Filme Sem Título: 06 de novembro de 2026

Daqui não dá para especular muita coisa, mas a Fase 7 começa em 2026 com quatro filmes não anunciados. Tudo é possível. Entre esses títulos, devem ter derivados de X-Men, sequências de Quarteto Fantástico e, claro, sequências das franquias atuais dos heróis, como Thor ou Doutor Estranho, além de mais coisas novas.

E o Homem-Aranha?

A esta altura você já deve se estar perguntando onde está Peter Parker, não é mesmo? Bom, o amigão da vizinhança é produzido pela Sony Pictures, ainda que em parceria com o Marvel Studios, daí, que seus anúncios não entram no pacote. Caso a parceria se mantenha pelos anos vindouros, e tudo indica que sim, deveremos ter filmes do teioso tanto na Fase 4 quanto na Fase 5, pelo menos. Mas isso depende dos arranjos dos executivos e até mesmo do contrato do ator Tom Holland.

E Ainda Tem Mais!

Apesar desse anúncio colossal, ainda existem outros produtos do MCU que devem chegar ao público, especialmente na TV. Dentre os projetos que sabidamente estão em desenvolvimentos, mas não possuem datas de estreias e, portanto, não estão previamente ligados às Fases 4, 5, 6 ou 7, estão estes:

  • Spider-Man – Freshman Year: um desenho animado focado na vida estudantil de Peter Parker. O título sugere que o veremos no primeiro ano do Ensino Médio, o que pode se transformar em uma história de origem do Homem-Aranha do MCU.
  • Guerra das Armaduras: a HQ Armor Wars será adaptada como uma série de TV estrelada por Don Cheadle como James Rhodes/ Máquina de Combate. Na HQ de David Michelinie, Bob Layton e Mark D. Bright, do fim dos anos 1980, Tony Stark descobre que o Espião Mestre roubou sua tecnologia e a vendeu a vários vilões, o que motiva uma caçada insana do Homem de Ferro contra qualquer um que esteja usando sua tecnologia indevidamente, inclusive, heróis! Esse clássico até ganhou uma sequência com John Byrne e John Romita Jr. e poderia render uma grande história no MCU, agora, com o legado de Stark após sua morte, e da qual Rhodes é de certo modo herdeiro, ao continuar usando a armadura do Máquina de Combate. A nova Riri Williams/ Coração de Ferro também pode ser um fator na trama, ainda que algumas das ideias básicas da Guerra das Armaduras já tenha sido usadas no longínquo Homem de Ferro 2.
  • Wakanda: Há planos para uma série passada em Wakanda explorando os personagens que não têm tanto espaço nos filmes.
  • Marvel’s Zombies: o público nerd adora zumbis e a Marvel Comics criou uma série de histórias transformando seus heróis em zumbis, o que rendeu uma adaptação dentro de What’s If… Como um spin-off, teremos uma série animada inteiramente focada nisso, com os heróis tradicionais como mortos-vivos e um nova geração de heróis para lutar contra eles. Será dirigida por Bryan Andrews.